Três maneiras de iluminar lobbies de elevadores em hotéis

Lobbies de elevador são uma das principais áreas públicas em hotéis e vale a pena causar uma boa impressão, devendo ainda considerar sua relação com as áreas adjacentes. No setor da hospitalidade, isso provavelmente significa a área de recepção, restaurante e bar nas proximidades, que determinarão o tipo de iluminação que você deve colocar no saguão dos elevadores.

Do ponto de vista do design não há muitas ressalvas, já que os hóspedes estarão no espaço por um curto período de tempo. No entanto, principalmente em grandes redes hoteleiras, existe um padrão a ser seguido e muitas vezes isso restringe o que pode ser feito e limita a criatividade.

Regras a parte, os níveis de iluminação recomendados são de 200 a 300lx horizontais, garantindo boa iluminação vertical no rosto das pessoas e que os botões do elevador fiquem bastante visíveis. A luminosidade deve ser semelhante em ambas as extremidades do lobby, lembrando que o ambiente não recebe muita luz do dia e a escolha pelo produto correto e mais eficiente vai poupar muito dinheiro.

Para exemplificar, peguemos um lobby com cerca de 3m de largura, 3m de altura e 9m de comprimento com um corredor no final. Quais seriam boas opções para uma configuração assim?

A primeira coisa a ser considerada é que por ter um teto baixo, a aparência das luminárias será crucial para o efeito que se deseja alcançar, com opções de abajures pendentes. Porém, todo cuidado é pouco na hora da escolha, podendo criar um ambiente de mau gosto se o tamanho não for adequado; o que pode acontecer na maioria das vezes.

Outra tendência muito utilizada e que pode ser uma ótima alternativa é uma única iluminação ao redor da moldura da porta de entrada para o elevador. O efeito é bastante dramático – especialmente se as paredes e o chão têm acabamentos escuros como o mármore preto ou couro. Esta solução funciona melhor com lobbies estreitos e mesmo assim pode ser necessária uma iluminação extra para complementar a área central.

Indica-se ainda usar e abusar das cores, uma excelente solução para atrair a atenção e abrir um mundo de possibilidades. Se você estiver usando apenas luz branca, considere alternativas em LED coloridos que retratem as cores corporativas do hotel; se não existirem, use o bom gosto para essa miscelânea de tons. Deixe de lado qualquer ideia sobre opções que fiquem alternando cores e tenha em mente que esse caminho deve ser cuidadosamente integrado à arquitetura do local.

Por fim, independente de qual alternativa, forneça sempre uma iluminação discreta e uniforme, que crie uma sensação confortável e amigável, com iluminância mínima de 100 lux, possivelmente com sensores de detecção de movimento, além de LEDs de emergência.

Facebook Comments Box