DALI E KNX: Saiba mais sobre tecnologias do setor luminotécnico

DALI E KNX: Saiba mais sobre tecnologias do setor luminotécnico
Foto de Saya Kimura no Pexels

Todo início de ano as indústrias de diversos setores tentam mapear os próximos passos de mercado e soluções que facilitem o dia a dia das pessoas e das empresas. Na área de iluminação, claro, não é diferente. Enquanto a próxima edição da Expolux não chega com novidades e experiências, convidamos engenheiros, técnicos, lighting designers para conhecer um pouco mais de dois sistemas que ganham cada vez mais força: DALI e KNX.

DALI significa Digital Adressble Light Interface, em inglês. É um protocolo internacional onde todas as peças com a identificação da tecnologia podem “conversar” entre si, mesmo que sejam de fabricantes diferentes. Essa flexibilidade abre um universo de possibilidades e oportunidades para a criação de projetos ou para a transformação de instalações que buscam upgrade.

O funcionamento por endereçamento ainda traz outras vantagens. Do controle mais fácil de lâmpadas LED dimerizáveis, que podem ser programadas para acionamento via celular, por exemplo, até a identificação exata de um driver ou LED com problema em um sistema de automação predial.

Já a KNX, que também é um protocolo internacional, não é 100% focado em iluminação, abarcando faces da automação predial e residencial como ventilação, aquecimento, segurança, áudio e vídeo, gestão de energia, entre outros. O sistema, basicamente, usa uma linguagem única para a comunicação de todos os componentes de uma obra.

Assim como no DALI, os equipamentos enquadrados na norma KNX também “conversam” com outros que não tenham a mesma procedência. Além de uma gestão automatizada e descentralizada, a economia de energia, que segundo estimativas podem chegar a 30% de médio a longo prazo, também é um grande atrativo.

“Estes protocolos não são exatamente novos, mas ainda têm um longo caminho, dependendo da adesão e evolução dos fabricantes. À medida em que a demanda por construções inteligentes, que pedem soluções de conexão e de aplicações, devem ganhar força. Isso abre diversas frentes de negócios em que as marcas precisam estar atentas. Por isso, o papel da Expolux é tão importante, que é o de alinhar os movimentos de mercado com as necessidades sociais e empresariais”, explica Ivan Romão, gerente de produto na Reed Exhibitions.

Leia também outros conteúdos voltados ao setor, como 5 dicas técnicas para escolher produtos de iluminação além da estética.

Facebook Comments Box