Projeto de iluminação: 5 custos invisíveis para levar em consideração

Conteúdo publicado originalmente no site Luterled

Projeto de iluminação: 5 custos invisíveis para levar em consideração
Foto reprodução

No planejamento de um galpão industrial, a elaboração do projeto de iluminação em LED requer certos cuidados. É fundamental arquitetar cada etapa para que, durante a execução, se atinja a máxima eficiência, sem gerar custos elevados à obra.

Dessa forma, muitas empresas avaliam apenas o custo das luminárias aplicadas e o custo de instalação dos equipamentos, sem se atentar ao quanto de luz vão pagar. Contudo, com a tecnologia dos produtos em LED, essa maneira de avaliar acaba levando a equívocos de projetos e deficiência da intensidade luminosa ideal para um ambiente.

Nesse contexto, vale destacar a importância de se realizar o estudo aprofundado dos dispêndios de um projeto de iluminação, afinal, sem esta análise acurada, muitos deles passarão despercebidos.

Pensando nisso, confira 5 pontos que você não pode deixar de levantar em um projeto de iluminação. Boa leitura!

1. Produtos

Neste quesito, é preciso enfatizar as vantagens de garantir os parâmetros adequados de intensidade luminosa para cada tipo de ambiente, sempre visando o menor consumo possível de energia.

Para alcançar esse objetivo, os produtos em LED têm diversas eficiências. Como exemplo, imagine uma marca X que tenha uma luminária com 200W e 20.000lm (o que equivale a 100lm/w de eficiência), enquanto que uma marca Y tenha uma luminária similar para a mesma aplicação, contudo, apresente 28.000lm (e 140lm/w).

Dessa forma, os produtos da marca Y, sem dúvida, vão entregar muito mais intensidade luminosa em Lux, viabilizando assim a compra de menos luminárias e reduzindo o investimento financeiro do projeto, já que o seu consumo de energia também será bem menor.

Vale ressaltar que o ângulo da emissão de luz das luminárias também é um diferencial na hora de elaborar um projeto luminotécnico em LED. Isso porque com esse tipo de luminária é possível aplicar vários ângulos de abertura, propiciando que a intensidade luminosa se adeque exatamente com a necessidade do ambiente, o que otimiza e muito o projeto.

Muitas vezes, o cálculo da quantidade desses produtos é feito de forma equivocada, por meio de uma estimativa aleatória não levando em consideração a quantidade de luz que é necessária em cada área. Entretanto, somente um profissional da área, valendo-se dos devidos recursos técnicos, é capaz de mensurar com exatidão a quantidade de materiais necessários para entregar a quantidade de luz que você precisa.

Essa é uma curadoria de conteúdo da RX Brasil com dicas para reduzir custos em um projeto de iluminação. Para continuar lendo, acesse o site Luterled.

Facebook Comments Box